Tag: Enem

Comparecer aos dois dias do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é obrigatório para estudantes que vão usar a nota para entrar em alguma das melhores universidades do Brasil.

Contudo, em razão de imprevistos, nem todos os participantes conseguem comparecer à prova, precisando esperar a edição do ano seguinte… Com exceção daqueles que têm direito a reaplicação do Enem.

Continue lendo para saber quem pode pedir essa segunda chance!

Como funciona a reaplicação do Enem?
Quem pode solicitar a reaplicação do Enem
Situações em que não é possível pedir reaplicação
Onde solicitar a reaplicação do Enem?
Quando acontece a reaplicação do Enem?
O que já foi tema de redação do Enem Reaplicação
Sua nota do Enem pode virar uma bolsa de estudos!

Descubra os segredos para tirar nota 1000 na redação do ENEM!

Como funciona a reaplicação do Enem?

A reaplicação do Enem é uma segunda chance dada a determinados candidatos que não conseguiram realizar a prova nas primeiras oportunidades.

Ainda que possua a mesma quantidade de questões e mesma distribuição de matérias, essa segunda oportunidade ocorre em dois dias seguidos durante a semana, diferente das primeiras aplicações, realizadas em dois domingos seguidos.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), autarquia do Ministério da Educação (MEC) responsável pela realização do exame, organiza a reaplicação do Enem desde 2010.

Quem pode solicitar a reaplicação do Enem

A reaplicação do Enem é uma excelente oportunidade para os candidatos que não conseguiram realizar a prova no dia correto. Contudo, esta possibilidade não está disponível para todos!

Na verdade, para ter acesso à reaplicação do Enem é preciso fazer parte de um dos grupos abaixo, determinados pelo edital do exame:

Doenças infectocontagiosas

Mesmo que as doenças infectocontagiosas tenham ganhado maior destaque durante a pandemia, algumas delas já podiam ser utilizadas como justificativa para conseguir a reaplicação do Enem.

Afinal, é uma forma de proteger os demais estudantes, ao mesmo tempo em que não prejudica o candidato que está passando por uma enfermidade.

Segundo o edital, as doenças consideradas pelo Inep para concessão da segunda oportunidade são:

  • Tuberculose;
  • Coqueluche;
  • Difteria;
  • Doença invasiva por Haemophilus influenzae;
  • Doença meningocócica e outras meningites;
  • Varíola;
  • Influenza humana A e B;
  • Poliomielite por poliovírus selvagem;
  • Sarampo;
  • Rubéola;
  • Varicela;
  • Covid-19.

Ademais, o candidato deve apresentar um documento comprobatório, como atestado ou laudo médico, com devida indicação do CID e assinatura do profissional de saúde competente. O documento passa pela análise do Inep.

Problemas logísticos

Os candidatos que passarem por algum problema logístico poderão também requerer a reaplicação do Enem. Contudo, essa segunda chance apenas está disponível nos casos supervenientes, peculiares, eventuais ou de força maior, tais como:

  • Desastres naturais que prejudiquem a aplicação do Exame por comprometer a infraestrutura do local;
  • Falta de energia elétrica que comprometa a visibilidade da prova pela ausência de luz natural;
  • Falha no dispositivo eletrônico fornecido ao participante que solicitou uso de leitor de tela;
  • Erro de execução de procedimento de aplicação que provoque prejuízo comprovado ao participante.

Atenção: o participante que tenha sofrido com problemas logísticos apenas no 1º dia deverá comparecer ao 2º dia de aplicação normalmente, requerendo a reaplicação do Enem apenas da primeira prova.

Situações em que não é possível pedir reaplicação

Como dissemos, a reaplicação do Enem não está disponível para todos os candidatos que não conseguirem comparecer à avaliação no dia correto.

Além disso, o edital do exame apresenta algumas situações que não são consideradas problemas logísticos e, consequentemente, não serão aceitas como justificativa pelo Inep. São elas:

  • Não levar a declaração de comparecimento;
  • Atraso do participante;
  • Ausência do participante;
  • Não transcrever a frase do caderno de questões para o cartão resposta;
  • Não apresentar documento de identificação ou cartão de confirmação de inscrição;
  • Divergência entre o nome e o número do documento de identificação informado no sistema de inscrição;
  • Texto escrito pelo próprio participante para caracterizar doença infectocontagiosa sem adição de documento comprobatório.

Portanto, se organize com bastante antecedência — separando os lanches e materiais que serão levados — e saia de casa cedo, evitando engarrafamento ou perda de transporte.

Tenha responsabilidade com o horário, pois, caso você perca esse dia de aplicação, deverá esperar até o próximo ano para tentar novamente.

Onde solicitar a reaplicação do Enem?

A segunda oportunidade deve ser solicitada na Página do Participante, através do login cadastrado para inscrição no exame, em até cinco dias úteis após o último dia de aplicação. 

Ou seja, na segunda-feira você deve acessar logo o site do Inep para fazer sua solicitação!

Login da Página do Participante do Enem. Reprodução/Inep.Login da Página do Participante do Enem. Reprodução/Inep.

Não se preocupe com o processo, pois assim que você acessar a plataforma estará disponível a opção. Além disso, o site disponibiliza todas as instruções necessárias, bem como os documentos que você deve anexar para que sua solicitação seja aceita.

Orientações para pedir reaplicação do Enem na Página do Participante. Reprodução/Inep.Orientações para pedir reaplicação do Enem na Página do Participante. Reprodução/Inep.

Em relação ao documento comprobatório para doenças infectocontagiosas, este deve atender aos seguintes critérios:

  • Formato PDF, PNG ou JPG;
  • Tamanho máximo de 2MB;
  • Nome completo do candidato;
  • Código correspondente à Classificação Internacional de Doença (CID);
  • Nome, assinatura e número do CRM do médico responsável;
  • Data do atendimento;
  • Diagnóstico com a descrição da doença.

Quando acontece a reaplicação do Enem?

A segunda chance normalmente acontece dois meses após as primeiras aplicações do exame e em dias da semana — na edição de 2022, será realizada em dias seguidos: 10 e 11 de janeiro de 2023!

Para descobrir as novas datas é necessário ficar atento ao cronograma divulgado pelo Portal do Enem. Consulte também com antecedência a Página do Participante para descobrir o novo local de prova.

E como é a prova?

Assim como na primeira aplicação, o candidato deverá responder 180 questões das matérias de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Ciências Humanas e suas Tecnologias, Matemática e suas Tecnologias e Ciências da Natureza e suas Tecnologias, bem como escrever uma redação

Ademais, essas questões e áreas de conhecimento são divididas em dois dias de prova, seguindo o mesmo formato:

  • 1º dia: 45 questões de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e 45 questões de Ciências Humanas e suas Tecnologias, além da redação;
  • 2º dia: 45 questões de Matemática e suas Tecnologias e 45 questões de Ciências da Natureza e suas Tecnologias.

O que já foi tema de redação do Enem Reaplicação

O tema da redação do Enem é diferente na reaplicação para evitar que os candidatos troquem informações com quem já realizou as provas.

Confira o que já foi tema de redação no Enem Reaplicação:

  • 2021: “Reconhecimento da contribuição das mulheres nas ciências da saúde no Brasil”
  • 2020: “A falta de empatia nas relações sociais no Brasil”
  • 2019: “Combate ao uso indiscriminado das tecnologias digitais de informação por crianças”
  • 2018: “Formas de organização da sociedade para o enfrentamento de problemas econômicos no Brasil”
  • 2017: “Consequências da busca por padrões de beleza idealizados”
  • 2016: “Alternativas para a diminuição do desperdício de alimentos no Brasil”
  • 2015: “O histórico desafio de se valorizar o professor”
  • 2014: “O que o fenômeno social dos ‘rolezinhos’ representa?”
  • 2013: “Cooperativismo como alternativa social”
  • 2012: “O grupo fortalece o indivíduo?”
  • 2011: “Cultura e mudança social”
  • 2010: “Ajuda humanitária”

Sua nota do Enem pode virar uma bolsa de estudos!

A PUC Goiás é a 1ª universidade do centro-oeste brasileiro e oferece o melhor EAD da região.

Aqui sua nota do Enem vale uma bolsa de estudos! Assim, você pode ter acesso a um curso de graduação de alta qualidade e reconhecido pelo MEC, com mensalidades que cabem no seu bolso. 

Garanta sua bolsa!

Use sua nota do ENEM para ganhar uma bolsa de estudos!


Leia também:

Inscreva-se no nosso Blog

Comece sua graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se.

O que você achou dessa publicação?

Deixe o seu comentário abaixo.

BUY On HUBSPOT