Tag: Enem

Neste ano, entra em vigor em todo o Brasil o Novo Ensino Médio. Dentre as competências está o Projeto de Vida. Mas para que essa competência serve? 

Ainda em 2017, o então presidente Michel Temer, sancionou o Novo Ensino Médio, uma proposta de educação básica que traria as disciplinas para mais perto do mundo real. 

O projeto cria caminhos dentro do ensino médio, com três disciplinas obrigatórias e áreas do conhecimento que o estudante pode se aprofundar durante os três anos. 

Entre as mudanças também está o aumento na carga horária e a adição de uma nova competência: o Projeto de Vida. 

Neste conteúdo, vamos explorar um pouco as principais mudanças que o Novo Ensino Médio traz para a educação básica e como funciona o Projeto de Vida. 

Você vai conferir: 

As principais mudanças do Novo Ensino Médio
O que é o projeto de vida do Novo Ensino Médio
A importância do projeto de vida para a escolha da profissão
Conclusão

Baixe agora um modelo de currículo de estágio!

As principais mudanças do Novo Ensino Médio 

O Novo Ensino Médio entrará em vigor já em 2022 para alunos do primeiro ano e o esperado é que esteja em vigor para todas as turmas até 2024. 

O objetivo desse projeto é que os anos que os estudantes passam no ensino médio os desenvolva enquanto pessoa, cidadão e profissional. 

Por isso, busca-se uma educação personalizada e que estimula o protagonismo do aluno. 

Nesse sentido, o novo modelo possibilita que os estudantes escolham e cursem disciplinas de suas áreas de interesse. 

O Novo Ensino médio foi inspirado em países como Austrália e Coreia do Sul e traz algumas mudanças significativas para o dia a dia dos estudantes.

As principais são: itinerários formativos, carga horária, ensino técnico e projeto de vida. 

Carga horária ampliada 

Uma das principais mudanças que o novo ensino médio traz é uma carga horária ampliada. 

No modelo antigo, a carga horária do ensino médio era de 2.400 horas, mas agora ela será de 3.000 horas. Ou seja, o dia escolar passa de 4 para 5 horas. 

Essas 1.200 horas extras serão utilizadas para que o estudante se aprofunde nos assuntos com os quais mais se identifica. 

Itinerários formativos 

Para além da carga horária, outra das grandes mudanças são os itinerários formativos. 

Antes da reforma, o ensino médio tinha 13 disciplinas obrigatórias para todos os alunos ao longo dos três anos.

Com a reforma, as disciplinas obrigatórias para todos caem para 3: 

  • Língua Portuguesa; 
  • Língua Inglesa; 
  • Matemática. 

No novo modelo, para além das disciplinas obrigatórias, o estudante terá como preencher sua grade curricular com outras disciplinas dentro de áreas do conhecimento que a escola ofertar. 

As áreas do conhecimento são: 

  • Linguagens e suas Tecnologias; 
  • matemática e suas tecnologias; 
  • ciências da natureza e suas tecnologias; 
  • ciências humanas e sociais aplicadas; 
  • Formação técnica e profissional. 

Dentro dessas áreas, os alunos terão matérias, projetos, oficinas e estágios.

Tudo visando a oportunidade de aprofundar conhecimentos e ter experiências que dialoguem com seu próprio projeto de vida. 

Assim, o Novo Ensino Médio visa que os alunos saiam da escola com uma formação de conhecimentos específicos e experiências que ajudarão a enfrentar o mercado de trabalho.

projeto de vida do Novo Ensino Medio - estudantes posando para foto

Ensino técnico 

Além da carga horária e dos itinerários formativos, outra das mudanças é a possibilidade de cursar um ensino técnico ao mesmo tempo em que realiza a educação básica.

Isso pode acontecer em outra instituição ou na mesma instituição, caracterizando o Ensino Médio Integrado. 

O estudante pode inserir o ensino técnico dentro da carga horária regular do ensino médio, se preferir.

E ao final, ele recebe um certificado de conclusão do ensino médio e também, o do curso profissionalizante escolhido. 

Capacitação dos professores 

Antes da reforma, os profissionais que quisessem atuar dando aulas precisavam ter formação em algum curso de licenciatura.

Porém, com o Novo Ensino Médio, essa não é mais uma obrigatoriedade. 

A partir de agora, profissionais formados em áreas relacionadas às disciplinas poderão atuar como professores se comprovar ter conhecimento notório em relação aos conteúdos que deverão ser ensinados. 

Isso é previsto no projeto para suprir a demanda por professores e devido ao caráter técnico do Novo Ensino Médio. 

O que é o projeto de vida do Novo Ensino Médio 

Por sua vez, a última grande mudança é o Projeto de Vida do Novo Ensino Médio. 

Tendo em vista que o ensino médio é a ponte que liga o estudante ao mercado de trabalho e ao ingresso na graduação, a intenção do Projeto de Vida do Novo Ensino Médio é de facilitar esse processo através de práticas e reflexões. 

Com o Projeto de Vida do Novo Ensino Médio, o estudante vai conseguir validar competências, habilidades e interesses, tendo uma visão clara do que investir para o seu futuro profissional e pessoal. 

Ou seja, o Projeto de Vida do Novo Ensino Médio promete ser uma competência que inventiva os alunos a terem autoconhecimento e elaborarem um projeto para seu futuro. 

É esperado que essa nova competência traga um estímulo à reflexão por parte dos alunos, visando que eles consigam se aprofundar em suas identidades e papeis sociais. Isso permite que eles tomem decisões mais conscientes sobre seus futuros. 

As 3 dimensões do projeto de vida 

Dentro do Projeto de Vida do Novo Ensino Médio, existe uma abordagem que passa por três dimensões do planejamento de futuro: pessoal, social e profissional. 

Dimensão pessoal 

Dentro desta dimensão está a autodescoberta. Nesse momento, os alunos deverão entender quem são, como se reconhecem, o que almejam e onde se imaginam.

Tudo sempre respeitando a identidade, valores e história de cada um. 

Dimensão social 

Dentro da dimensão social está o papel cidadão do aluno e sua atuação dentro das relações interpessoais. A ideia é promover ética, empatia e responsabilidade coletiva. 

Dimensão profissional 

Dentro desta dimensão está o desenvolvimento para o mercado de trabalho.

São pensadas as competências exigidas pelo ambiente profissional, assim como empreendedorismo, inteligência emocional, domínio de tecnologias, criatividade e habilidades técnicas esperadas. 

A importância do projeto de vida para a escolha da profissão 

O Projeto de Vida do Novo Ensino Médio chega não apenas como uma forma de modernizar a abordagem da educação básica, mas também para complementar a experiência dos alunos. 

O mundo está mudando e a educação básica precisa acompanhar esse processo, assim como a maneira como estudantes são capacitados para fazerem escolhas sobre seus futuros e terem mais autonomia. 

Dentro do Projeto de Vida do Novo Ensino Médio, será trabalhada a cultura de identificação e aprimoramento nos alunos, assim como a determinação de conquistar objetivos pessoais. 

E tudo isso é extremamente importante no momento de escolher uma profissão e a faculdade que quer cursar.

Dessa maneira, o Projeto de Vida do Novo Ensino Médio acaba ultrapassando as fronteiras da escola e se torna fundamental para as competências sociais e intelectuais dos jovens. 

Conclusão 

Esperamos que, chegando ao final deste artigo, as mudanças do novo ensino médio fiquem mais claras para você. Assim como a adição do Projeto de Vida no currículo. 

Leia também: 

Políticas educacionais: qual a importância? 

Guia do estágio: importância, currículo e entrevista 

O que é o Prouni e como funciona? 

Tecnólogo é curso superior? Entenda! 

Como são os cursos semipresenciais? 

Descubra os segredos para tirar nota 1000 na redação do ENEM!

Inscreva-se no nosso Blog

Comece sua graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se grátis.

O que você achou dessa publicação?

Deixe o seu comentário abaixo.

BUY On HUBSPOT