Tag: Dicas de Estudo

Para mim ou para eu: afinal, qual está correto? A utilização desses pronomes costuma causar confusão em muitas pessoas, mas saiba que ambos estão escritos corretamente e são aplicados na língua portuguesa

A grande questão nesse caso é saber quando utilizar para mim ou para eu. 

Neste artigo, vamos explicar mais sobre o uso de cada um desses termos e trazer mais informações sobre os pronomes. 

Fique conosco e esclareça suas dúvidas. 

Confira:
Qual a diferença entre para mim e para eu?
Para mim 
Para eu 
Para mim ou para eu: exercícios para praticar
Pronomes: o que são?
Tipos de Pronomes
Conclusão

para-mim-ou-para-eu - mulher lendo livro em biblioteca

Qual a diferença entre para mim e para eu?

Antes de explicarmos a diferença entre esses termos, é importante salientarmos que ambas as expressões estão corretas e existem na língua portuguesa. 

No entanto, a grande diferença entre para mim e para eu está no momento de empregar cada um desses termos.

Utilizamos “para eu” quando a expressão assume a função de sujeito em uma oração. Já o “para mim”, deve ser empregado quando tem função de objeto indireto em uma oração. 

Ou seja, a função sintática que os termos assumem nas orações é a principal diferença e parâmetro para saber quando utilizar cada um deles.

Nos tópicos a seguir, explicamos mais detalhadamente quando empregar para mim e para eu. 

Para mim 

“Mim” é um pronome pessoal oblíquo tônico. Em função disso, deve ser precedido de uma proposição, como “para”, por exemplo.

Esse tipo de pronome é utilizado para substituir um substantivo que tem função de objeto indireto. Ou seja, é um complemento de uma oração. 

Confira os exemplos:

  • Você comprou esses discos para mim? (objeto indireto)
  • Ele foi trouxe velas, flores e chocolates para mim (objeto indireto)
  • Para mim, conciliar os estudar e o trabalho era a parte mais difícil (objeto indireto)

Para eu 

“Eu” é pronome pessoal reto. Esse tipo de pronome é utilizado para substituir substantivos que têm função de sujeito nas orações.

Dessa forma, a expressão “para eu” assume sempre função de sujeito em uma frase, devendo, assim, estar sempre acompanhado de uma ação, com um verbo conjugado no infinitivo.

Ou seja, uma ótima dica para saber quando usar  “para eu” é identificar se a expressão é seguida de um verbo no infinitivo que indique uma ação. 

Se esse for o caso, sem dúvidas, o correto é utilizar “para eu” na frase. 

Confira os exemplos:

  • Você trouxe os livros para eu ler? (sujeito + verbo no infinito)
  • Estou com diversas matérias atrasadas para eu estudar (sujeito + verbo no infinito)
  • Traga os discos para eu brincar (sujeito + verbo no infinito)

Para mim ou para eu: exercícios para praticar

A seguir, apresentamos dois exercícios do portal Brasil Escola para testar seus conhecimentos sobre o uso de para mim e para eu. Confira:

1 - Complete as lacunas com “eu” ou “mim”:

I. Eles partiram antes de _____.
II. Eles partiram antes de _____ partir.
III. Há alguma coisa para _____ fazer?
IV. Para _____, a seleção brasileira é a favorita.
V. Preciso de férias para _____ viajar.

a) mim – eu – eu – mim – eu
b) mim – eu – mim – mim – mim
c) eu – mim – eu – mim – mim
d) mim – mim – mim – eu – eu 

2 - Assinale a única frase correta quanto ao uso dos pronomes pessoais:

a) Para mim, Veneza é mais bonita do que Paris.
b) Fizemos os relatórios para mim apresentar.
c) Faça uma análise de consciência contigo mesmo.
d) Entre eu e você não existem diferenças.
e) Você não vive sem eu.

Gabarito: 1 - A, 2 - A

Pronomes: o que são?

para-mim-ou-para-eu - mesa com notebook, caderno aberto e xícara

Agora que você já sabe quando usar para mim e para eu, vamos apresentar mais detalhes sobre o pronomes. 

Pronome é a classe de palavras que tem como função substituir ou acompanhar os substantivos (nomes). 

Eles são utilizados para indicar a pessoa do discurso ou situar no tempo e espaço, sem a necessidade de ter que utilizar o seu nome novamente.

Os pronomes variam em gênero, número e pessoa.

A seguir, apresentamos os sete tipos de pronomes existentes. 

Tipos de Pronomes

De acordo com a função que exercem, os pronomes são classificados em sete tipos. Confira quais são:

Pronomes de tratamento

Os pronomes de tratamento são expressões respeitosas para se referir a alguém em situações formais.

“Você” é o único pronome de tratamento utilizado em situações informais.

  • Exemplos: senhor, senhora, você, vossa excelência, vossa, alteza, entre outros. 

Pronomes relativos

Pronomes relativos se referem a um termo mencionado anteriormente na oração, sendo utilizados para evitar a repetição.

Esses pronomes estabelecem uma relação entre aquilo a que se referem e a afirmação que será feita a seu respeito.

Existem dois tipos de pronomes relativos: variáveis e invariáveis. 

  • Variáveis: o qual, a qual, os quais, as quais, cujo, cuja, cujos, cujas, quanto, quanta, quantos, quantas.
  • Invariáveis: quem, que, onde.

Confira algumas frases com pronomes relativos:

  • Os assuntos sobre os quais discutimos são bastante complexos. (“os quais” faz referência ao substantivo dito anteriormente “assuntos”)
  • Amanda visitou a casa onde cresceu seu pai. (“onde” faz referência ao substantivo “casa”)

Pronomes pessoais

Os pronomes pessoais são utilizados para sinalizar as pessoas do discurso. Ele se dividem em dois tipos:

  • Pronomes Pessoais Retos

São aqueles que exercem a função de sujeito.

Exemplo: Eu vou embora amanhã 

  • Pronomes Pessoais Oblíquos

São aqueles que substituem os substantivos e complementam os verbos.

Exemplo: O seu livro está comigo.

Confira mais exemplos:

  • Pronomes pessoais retos: eu, tu, nós, ela/ele, vós, elas/eles, etc. 
  • Pronomes pessoais oblíquos: mim, me, comigo, te, ti, contigo, nos, conosco, os, as, lhes, se, si, consigo, etc. 

Pronomes demonstrativos

Os pronomes demonstrativos são utilizados para indicar a posição de algum elemento em relação à pessoa do discurso, no tempo ou no espaço.

  • Exemplos: esse, este, aquele, aquela, essa, esta, isso, isto, aquilo.

Pronomes possessivos

Pronomes possessivos exprimem a noção de posse de algo. 

Exemplos:

  • Este caderno é meu! (o objeto possuído é o caderno, que pertence à 1ª pessoa do singular)
  • Aquele livro é seu? (o objeto possuído é o livro, que pertence à 3ª pessoa do singular)
  • A tua mochila ficou no banco do carona novamente (o objeto possuído é a mochila, que pertence à 2ª pessoa do singular)

Outros pronomes possessivos: meu, minha, tua, seu, sua, nosso, vosso, etc. 

Pronomes indefinidos

Pronomes indefinidos são aqueles que substituem ou acompanham o substantivo de maneira vaga ou imprecisa. Eles são sempre empregados na 3ª pessoa do singular. 

  • Exemplos: nenhum, alguém, algo, algumas, muitos, poucos, todos, qualquer, etc.

Pronomes interrogativos

Pronomes interrogativos servem para formular perguntas diretas e indiretas.

  • Exemplos: qual, quais, quanto, quantos, quanta, quantas, quem, que.

Conclusão

Neste artigo, explicamos quando usar para mim e para eu, trazendo exemplos e exercícios sobre a temática. 

Além disso, também trouxemos mais informações sobre os pronomes para complementar os estudos. 

Se você gostou desse conteúdo, não deixe de conferir outros textos do EAD PUC Goiás:

New call-to-action

Inscreva-se no nosso Blog

New call-to-action

O que você achou dessa publicação?

Deixe o seu comentário abaixo.

BUY On HUBSPOT