Tag: Enem

Você já parou para pensar que podem existir regrinhas para pronunciar e acentuar palavras na língua portuguesa?

Pois é, essas regrinhas existem e se chamam ortoépia e prosódia. 

Além de ajudar o falante do português a pronunciar e acentuar corretamente as palavras, esses dois conceitos de nome complexo podem dar uma mãozinha no Enem. 

Conhecendo a fundo a ortoépia e prosódia, o candidato pode tirar uma boa pontuação na competência 1 da redação, o que aumenta a nota do Enem de forma geral. 

Quer saber mais sobre o que são a ortoépia e prosódia e como elas podem influenciar a sua redação do Enem? Então, continue lendo! 

Você vai conferir:

O que é ortoépia e prosódia?
Exemplos de ortoépia e prosódia
Exercícios para treinar ortoépia e prosódia
Como saber este conteúdo ajuda no Enem

Comece sua graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se.

O que é ortoépia e prosódia? 

Ortoépia e prosódia são dois conceitos da língua portuguesa que falam, respectivamente, sobre a pronúncia e acentuação correta das palavras. 

Elas são áreas de estudo da gramática e estão muito ligadas à fonética e fonologia. Por conta desse aspecto, também se aproximam bastante da norma culta. 

O que é ortoépia? 

A ortoépia se refere à pronúncia, ou seja, à articulação dos fonemas na hora de dizer uma palavra. 

Isso significa que é ela quem guia o falante de português a dizer corretamente as palavras, respeitando as regrinhas da gramática. 

A ortoépia busca a pronúncia correta de palavras, por isso, quando pronunciadas de maneira incorreta são consideradas desvios da norma e chamadas de cacoépia. 

Por exemplo, a palavra “advogado” tem um “d” mudo. Ou seja, ele deve ser pronunciado como um som curto. Porém, o mais comum na linguagem coloquial é dizer “adivogado” ou “adevogado”. 

E segundo a ortoépia, essa é um desvio da norma, uma cacoépia, pois não é a pronúncia correta. 

O que é prosódia? 

Já a prosódia se refere à acentuação das palavras, estando bastante ligada à sílaba tônica. Ou seja, essa área estuda como as propriedades acústicas são transferidas para o registro escrito. 

A prosódia também busca a acentuação correta, então também tem ligação com a norma culta. 

Um exemplo que podemos dar é a palavra “rubrica”. Muitas pessoas, sem saber exatamente onde se encontra a sílaba tônica, costumam dizer “rúbrica” e escrever essa palavra com acento no “u”. 

Porém, a maneira correta é escrever “rubrica” sem acento e pronunciar “rubríca”, pois ela é uma paroxítona, sua sílaba tônica é a penúltima. 

No caso deste exemplo, além de ser um desvio de prosódia, também seria uma cacoépia. 

Exemplos de ortoépia e prosódia 

Acima, você viu dois exemplos de ortoépia e prosódia. Porém, para deixar o conteúdo mais claro na sua cabeça, vamos dar mais alguns exemplos. 

Abaixo, você encontra uma listagem com os principais erros de ortoépia, os erros mais comuns de prosódia e uma listagem de palavras com dupla prosódia. Confira: 

Erros mais comuns de ortoépia 

  • “aterrizagem", em vez de aterrissagem 
  • “roba”, em vez de rouba 
  • “bandeija”, em vez de bandeja 
  • “cabelereiro”, em vez de cabeleireiro 
  • “impecilho”, em vez de empecilho 
  • “largatixa", em vez de lagartixa 
  • “mendingo”, em vez de mendigo 
  • “previlégio", em vez de privilégio 
  • “imbigo”, em vez de umbigo 

Erros mais comuns de prosódia 

  • ciclope”, em vez de ciclope 
  • “gratuito”, em vez de gratuito 
  • ruim”, em vez de ruim
  • pudico”, em vez de pudico 
  • recorde", em vez de recorde 
  • libido", em vez de libido 
  • “filantropo”, em vez de filantropo 

Palavras com dupla prosódia 

E assim como toda regra tem exceção, a prosódia não ficaria de fora. Isso porque existem algumas palavras que tem dupla prosódia. Veja alguns exemplos: 

  • acrobata e acróbata 
  • azálea e azaléia 
  • boêmia ou boemia 
  • hieróglifo e hieroglifo 
  • homilia ou homília 
  • logotipo e logótipo 
  • Oceania e Oceânia 
  • projétil e projetil 
  • réptil e reptil 
  • xerox e xérox 

Exercícios para treinar ortoépia e prosódia 

Para fixar ainda mais o conteúdo, abaixo você encontra uma lista de exercícios sobre ortoépia e prosódia para treinar. 

O gabarito está ao final da seção, depois das questões. 

Questão 1 – Unicentro

questao ortoepia e prosodia

Assinale a alternativa correta quanto ao que se afirma na figura 2. 

  1. “Sampa” é uma expressão formada pelo processo de formação denominado abreviatura
  2. As expressões “tô” e “té” representam exemplos de variação linguística no nível social.
  3. A pronúncia do fonema /u/, de “Muskito”, representa um exemplo de erro de ortoepia
  4. “Riu”, “Gidifora”, “Belzonte”, “doncosô” e “oncotô” são exemplos de variantes regionais.
  5. A construção “fez ela” representa um exemplo de variação linguística no nível fonético. 

Questão 2 – ITA 

Para a presente questão, observar que: 

1 – a acentuação gráfica foi eliminada; 

2 – as sílabas tônicas propostas são representadas por letras maiúsculas destacadas. 

Ex: caTAStrofe (a sílaba tônica proposta é TAS) 

Ao escutar, então: 

ruBRIca, aVAro, proTOtipo, gratuIto, verifica-se que: 

  1. apenas uma palavra foi pronunciada corretamente.
  2. apenas duas palavras foram pronunciadas corretamente.
  3. três palavras foram pronunciadas corretamente.
  4. todas foram pronunciadas corretamente.
  5. nenhuma foi pronunciada corretamente. 

Questão 3 – UEPG 

Nesta relação, as sílabas tônicas estão destacadas. Uma delas, porém, está destacada incorretamente. Assinale-a: 

  1. interim
  2. pudico
  3. rubrica
  4. gratuito
  5. Inaudito 

Gabarito 

  • Questão 1 – Alternativa C
  • Questão 2 – Alternativa C
  • Questão 3 – Alternativa A

Como saber este conteúdo ajuda no Enem 

As áreas de prosódia e ortoépia não são conteúdos que aparecem com frequência dentre as questões de português na prova de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias. 

Elas costumam aparecer no exame na hora de fazer a redação. Isso porque é preciso entender de ortoépia e prosódia para compor um escrito que atenda à norma culta. 

A redação do Enem é um texto formal, que exige que o candidato demonstre domínio sobre todas as formas corretas de utilizar gramática e ortografia. 

Quanto melhor fizer isso, maior será sua nota. 

Isso porque uma das competências que guia a pontuação atribuída aos candidatos pela banca avaliadora é uma competência que observa o uso da norma culta. 

A competência 1, domínio da escrita formal da língua portuguesa, diz o seguinte: 

  • É avaliado se a redação do participante está adequada às regras de ortografia, como acentuação, ortografia, uso de hífen, emprego de letras maiúsculas e minúsculas e separação silábica. Ainda são analisadas a regência verbal e nominal, concordância verbal e nominal, pontuação, paralelismo, emprego de pronomes e crase. 

Dentro dessa competência, a banca poderá atribuir uma nota de 0 a 200, dependendo da performance do candidato. 

Por isso, não cometer erros de ortoépia e prosódia pode fazer toda a diferença! E para se sair muito bem na redação, confira estas outras dicas:

Use sua nota do ENEM para ganhar uma bolsa de estudos!

Inscreva-se no nosso Blog

Comece sua graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se.

O que você achou dessa publicação?

Deixe o seu comentário abaixo.

BUY On HUBSPOT