Tag: Cursos

Para explicar o que é robótica e tudo o que envolve essa tecnologia, vamos abrir este artigo com um dado impressionante.

Um estudo da Oxford Economics Robôs revelou que, em 2030, os robôs ocuparão 20 milhões de empregos.

Consegue imaginar isso? Não? Então, é só ler o artigo até o final que você vai entender. 

Além disso, se o seu objetivo é atuar com robótica, nas próximas linhas você vai descobrir quais são os cursos indicados.

O que é robótica?
Qual a importância da robótica no desenvolvimento?
Qual o objetivo da robótica? Para que serve?
Quais são as tendências dessa área?
O que cursar para trabalhar com robótica?
Qual é o perfil de quem trabalha com tecnologia e robótica?
A tecnologia robótica e o mercado de trabalho
Dicas para se preparar para fazer vestibular para essa área
Onde estudar?
Conclusão

Comece sua graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se grátis.

O que é robótica?

A palavra robótica logo nos faz pensar em robôs, não é verdade? E é bem por aí mesmo o conceito.

A robótica é a ciência responsável pela tecnologia em máquinas, computadores, softwares e sistemas, com controle mecânico e automático. 

O termo foi criado pelo escritor Isaac Asimov, em seu livro “Eu, Robô”, publicado em 1950.

No entanto, a palavra robô já era uma velha conhecida. 

O checo Karel Capek a usou pela primeira vez em sua peça chamada R.U.R, estreada em 1921, que retratava humanos artificiais. 

Evolução histórica da Robótica

Você já sabe, portanto, quando os nomes foram originados. Mas, e de lá para cá, o que mudou? Qual foi a evolução histórica da robótica? 

Bem, o primeiro robô mecânico surgiu em 1924 e utilizava o sistema de telefonia.

Ele podia ligar e desligar os equipamentos que estavam conectados a si.

Anos mais tarde, precisamente em 1937, um novo robô, chamado de Elektro, foi criado e ganhou bastante evidência.

Assim como o primeiro, ele também era teleoperado. No entanto, executava funções adicionais, como andar e mover a cabeça.

Já em 1954 foi desenvolvido o primeiro robô automático.

As bases usadas para criá-lo deram forma ao Unimate, o primeiro robô de uso industrial, que trabalhava na linha de produção da General Motors, em 1961.

Cinco anos depois, nasceu o Eliza, o primeiro programa de Inteligência Artificial.

Pelos anos seguintes, foram feitas novas descobertas e, atualmente, uma série de robôs, com funcionalidades distintas, estão disponíveis no mercado. 

Qual a importância da robótica no desenvolvimento?

A robótica tem sido amplamente utilizada no cenário educacional. O assunto, inclusive, tornou-se matéria escolar para as crianças.

Além de desenvolver conhecimentos e habilidades relacionadas à tecnologia e ciência, a robótica contribui com a aprendizagem em outros aspectos.

O raciocínio lógico é um deles. Afinal, os pequenos são estimulados a analisar e solucionar problemas.

Com isso, a criatividade também é aprimorada. 

Quando a robótica é trabalhada em sala de aula, e em grupo, também inspira o trabalho em equipe. 

Foco, persistência e resiliência são ainda outras habilidades desenvolvidas.

Qual o objetivo da robótica? Para que serve?

Você é daquelas pessoas que temem os robôs e acreditam que eles vão dominar o mundo?

Ou faz parte do grupo de indivíduos que acha o máximo a ideia de ter máquinas que facilitam o dia a dia?

Bem, seja qual for o seu lado nessa história, a verdade é que a robótica tem o intuito de assumir tarefas que são praticadas por humanos.

Dessa forma, a tecnologia é mesmo capaz de trazer mais comodidade e excluir a ação humana em determinadas atividades.

No tópico a seguir, você vai entender um pouco mais sobre como isso funciona na prática.

Quais são as tendências dessa área?

A robótica já tem sido usada em ramos diversos, e a expectativa é que sua utilização seja ampliada.

Confira as principais tendências:

Indústrias

A robótica é aplicada em indústrias há bastante tempo e isso deve ser cada vez mais frequente.

Afinal, em ambientes fabris, sobretudo em linhas de produção, as atividades são muito repetitivas.

Quando seres humanos desempenham essas tarefas, há grandes chances de desgaste físico, acidentes e falhas.

As máquinas, por sua vez, são capazes de executar as operações de maneira rápida e mais eficiente. 

Medicina

Você já ouviu falar em cirurgia robótica? Trata-se de um procedimento cirúrgico feito por robôs.

Dessa forma, pode ser conduzido por uma equipe médica a distância.

A grande vantagem dessa técnica é que o risco de erro é nulo, uma vez que a máquina é programada para realizar a cirurgia com precisão.

Fisioterapia

A área da Saúde tem aproveitado bem os benefícios da robótica.

Na fisioterapia, a tecnologia é usada para auxiliar os tratamentos de doenças diversas e a reabilitação de pacientes.

Um exemplo disso é o traje robótico, que ajuda pessoas com dificuldade de locomoção a andar e até correr.

Tecnologia espacial

As características distintas do ambiente extraterrestre não permitem que seres humanos saiam explorando por aí sem nenhum equipamento.

Por essa razão, as máquinas são fundamentais para o estudo de planetas e outras áreas do Universo.

Diversos robôs já saíram da superfície terrestre para investigar outros lugares.

Indústria automobilística

Falamos há alguns tópicos sobre a robótica nas indústrias.

Mas cabe destacarmos o setor automobilístico, que tem investido fortemente na tecnologia.

Se antes os robôs eram usados apenas para aprimorar os processos produtivos, hoje eles assumem outras funções e já atuam em testes de campo e laboratório.

Automação residencial

Apagar e acender as lâmpadas da sua casa pelo aparelho celular são simples possibilidades da robótica quando o assunto é automação residencial.

A tecnologia viabiliza uma série de tarefas, como controlar os equipamentos e sistemas dentro do lar.

o-que-e-robotica-quais-sao-tendencias-dessa-area

O que cursar para trabalhar com robótica?

A robótica é uma carreira em ascensão. Afinal, vivemos a era da tecnologia e há muito o que criar por aqui.

Por isso, se você pensa em ingressar nessa área, saiba que a formação acadêmica é extremamente importante.

Confira alguns dos cursos que formam profissionais para trabalhar com robótica:

Engenharia Biomédica

A Engenharia Biomédica combina aspectos das ciências exatas e das ciências da saúde. 

Dessa forma, durante o curso, o aluno tem bastante contato com matérias como matemática, física, anatomia e fisiologia, além de disciplinas ligadas à Tecnologia da Informação.

Tudo isso com o intuito de desenvolver os conhecimentos e habilidades necessários para utilizar a tecnologia a favor da medicina.

Engenharia Elétrica

Quem ingressa no curso de Engenharia Elétrica aprende a atuar na geração, transmissão, distribuição e utilização da energia elétrica.

Assim, o profissional, depois de formado, está apto a garantir a eficiência e a confiabilidade dos projetos elétricos, que vão de residências a indústrias. 

Engenharia de Controle e Automação

No curso de Engenharia de Controle e Automação, o estudante descobre como desenvolver projetos e especificar materiais, componentes, dispositivos e equipamentos diversos.

Ele aprende ainda a instalar e manter robôs, sistemas de manufatura e redes industriais.

Engenharia Mecânica

Quem opta pela Engenharia Mecânica, aprende a atuar em estudos e projetos de sistemas mecânicos e térmicos, de estruturas e elementos de máquinas. 

A formação permite que o profissional trabalhe com coordenação, fiscalização e execução de instalações mecânicas, termodinâmicas e eletromecânicas.

Engenharia de Produção

Outro ramo da engenharia para quem quer trabalhar com robótica é a Engenharia de Produção.

Nesta área, o profissional tem o papel de melhorar a eficiência dos processos produtivos, visando a redução de custos e o crescimento dos lucros.

Tecnologia da Informação

Saindo um pouco do campo da engenharia, tem ainda o curso de Tecnologia da Informação.

Nele, o aluno desenvolve a capacidade de desenvolver softwares, zelar pela infraestrutura de computadores e redes e administrar banco de dados, dentre outras competências.

>>> Tipos de faculdade: modalidades, principais cursos e onde fazer

Qual é o perfil de quem trabalha com tecnologia e robótica?

Trabalhar com tecnologia e robótica exige uma formação adequada, mas também requer algumas características profissionais.

Conheça quais são:

Atualização profissional

Em todas as profissões, manter-se atualizado é essencial.

No entanto, em áreas relacionadas à tecnologia, a renovação é algo ainda mais imprescindível e constante.

Afinal, é preciso conhecer os novos métodos e técnicas e ficar de olho nas tendências.

Por isso, quem trabalha com robótica deve estudar bastante e buscar novas informações sempre.

Desenvolvimento das soft skills

Não são apenas as competências técnicas que precisam ser aprimoradas, as soft skills, que são habilidades comportamentais, também devem ser desenvolvidas.

Aliás, as soft skills têm um peso muito grande no mercado de trabalho, principalmente para quem atua com tecnologia.

Vale aprender a ser mais comunicativo, colaborativo, flexível e resiliente, além de desenvolver outros atributos.

Ampliação do networking

Networking é a sua rede de contatos, e você deve mantê-la sempre ativa.

Para isso, utilize as redes sociais corporativas, construa relacionamentos sólidos com seus colegas de trabalho, converse com profissionais de outras empresas e frequente feiras e outros eventos do setor.

A tecnologia robótica e o mercado de trabalho

Você se lembra de quando falamos mais acima sobre como os robôs têm a capacidade de executar tarefas humanas?

Além disso, listamos algumas tendências e exemplos da robótica na prática.

De fato, a tecnologia tem o poder de eliminar a interferência das pessoas em vários afazeres.

E isso influencia o mercado de trabalho.

As máquinas já fazem as atividades mais repetitivas e anulam a necessidade de mão de obra para as funções desse tipo.

É o caso das linhas de produção que têm equipes mais enxutas devido ao uso de robôs programados.

Mas a robótica está evoluindo, sobretudo com o avanço da Inteligência Artificial, e a automatização dos processos deve chegar não só às profissões operacionais, mas também às estratégicas. 

Para se manter no mercado de trabalho, portanto, é preciso se adaptar a essa nova realidade e aprender a usar a robótica a seu favor.

Dicas para se preparar para fazer vestibular para essa área

E, então, pensando em seguir carreira na robótica? Você já sabe, portanto, que precisa investir em uma graduação.

E, para ter um bom desempenho no vestibular, vale colocar em prática algumas dicas: 

Faça o resumo das matérias

O primeiro passo é criar o seu plano de estudos.

Para isso, faça um levantamento dos assuntos que devem cair no vestibular e programe as datas para estudá-los.

Assim, você garante que vai contemplar todas as matérias que são necessárias. 

Aprimore a habilidade de interpretação de textos

Até mesmo as questões matemáticas envolvem a interpretação de texto.

Afinal, é preciso entender o enunciado para saber como resolver o problema, concorda?

Então, dedique-se à leitura de conteúdos diversos para aprimorar essa habilidade.

Realize simulados e provas anteriores

Na internet, você encontra uma série de exames aplicados em anos anteriores.

Vale pesquisá-los e tentar resolvê-los. Depois, consulte as respostas e veja como foi o seu desempenho.

Essa atividade, além de ser uma forma de se familiarizar com a prova do vestibular, também ajuda a identificar as matérias que merecem mais atenção nos seus estudos.

Onde estudar?

Você viu, neste artigo, os cursos mais indicados para trabalhar na área de robótica.

Vale pesquisar mais detalhadamente cada uma das formações para identificar qual delas mais combina com você.

Além disso, fazer uma faculdade qualificada é primordial para conquistar sucesso na carreira.

Por isso, antes de optar pela instituição de ensino, certifique-se de que ela é reconhecida pelo MEC (Ministério da Educação) e tem boa reputação no mercado.

A PUC Goiás tem todos esses méritos.

A universidade possui reconhecimento nacional e é referência em educação superior no Centro-Oeste.

Em 60 anos de história, a Pontifícia Universidade Católica de Goiás já diplomou mais de 100 mil profissionais. 

Você pode encontrar no portfólio da instituição cursos EAD como Engenharia de Controle e Automação, Engenharia Elétrica, Engenharia Mecânica e várias outras formações.

Conclusão

Neste artigo, além de entender o que é robótica, você conheceu um pouco sobre a história dos robôs e algumas aplicações e tendências da tecnologia.

Também viu como ela é capaz de atuar na aprendizagem e no desenvolvimento de habilidades.

E ainda descobriu os cursos recomendados para atuar na área.

Agora, é só decidir a formação que tem mais a ver com você e se matricular na PUC Goiás!

Gostou do artigo? Então, aproveite para escrever o seu comentário no campo abaixo e compartilhar o conteúdo em suas redes sociais!

Use sua nota do ENEM para ganhar uma bolsa de estudos!

Inscreva-se no nosso Blog

Comece sua graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se grátis.

O que você achou dessa publicação?

Deixe o seu comentário abaixo.

BUY On HUBSPOT