Você gosta de ter autonomia, fazer seus próprios horários e trabalhar de forma mais independente? O trabalho freelancer pode ser uma boa alternativa para você.

Atualmente, os freelas, como são popularmente conhecidas as atividades freelancers, têm ganhado cada vez mais espaço no mercado de trabalho. 

Em 2020, especialmente, o número de profissionais optando por essa modalidade de trabalho disparou. 

Um ótimo exemplo para ilustrar são os números da plataforma Workana de mercado para trabalho freelancer e remoto. Em 2020, mais de 1 milhão de freelancers se inscreveram no site.  

Com a crise econômica e o desemprego, acentuados pela pandemia da Covid-19, muitos profissionais encontraram nos freelas uma oportunidade de garantir seu sustento ou uma renda extra no mês.

Os freelancers não precisam mais estar vinculados a uma empresa específica para exercerem sua profissão. 

Eles trabalham para diferentes negócios e realizam suas funções de casa ou de um escritório particular, determinando seus horários e métodos de trabalho. 

Neste artigo, vamos explicar o que é um freelancer, como funciona esse modelo de trabalho e como ingressar nesse meio. 

Fique conosco e esclareça todas as suas dúvidas sobre o assunto!

Confira:
Afinal, o que é freelancer?
Como funciona a rotina de um profissional freelancer?
Quais são os requisitos para trabalhar como freelancer?
Qual o salário de um freelancer?
Quais profissões tem trabalho freelancer?
Onde encontrar freelas?
Conclusão

freelancer-o-que-e

Afinal, o que é freelancer?

Esse termo em inglês é utilizado para se referir aos profissionais autônomos que trabalham com diferentes empresas e captam seus clientes de forma independente.

Ou seja, é aquele profissional que não possui vínculo empregatício formal, tendo autonomia para decidir com quais empregadores quer trabalhar e como vai organizar sua rotina profissional. 

Os freelancers têm liberdade para oferecer seus serviços para pessoas físicas ou jurídicas, podendo trabalhar para diversos clientes ao mesmo tempo. 

Esses profissionais são responsáveis por estipular seus horários e o preço de seus serviços.

Atualmente, as áreas da comunicação e da tecnologia oferecem as maiores oportunidades para atuar como freelancer. Afinal, muitas empresas desses ramos já estão habituadas a contratar profissionais nesse modelo de trabalho.

Como funciona a rotina de um profissional freelancer?

Se você já trabalhou no regime CLT, sabe que os profissionais têm horário para entrar e diversas regras que regulam suas atividades. 

Com os profissionais freelancers, a dinâmica é diferente. 

Eles têm liberdade para organizar sua rotina da forma como preferirem, levando em conta o número de clientes e a quantidade de horas que cada trabalho exige. 

Existem profissionais que preferem trabalhar em horário comercial (das 9h às 18h), outros que trabalham apenas meio período e também aqueles que funcionam melhor em horários alternativos, como à noite. 

Alguns trabalham todos os dias da semana, outros apenas aos finais de semana. 

Quem determina a dinâmica da rotina é o próprio profissional.

É possível que existam épocas do ano mais intensas ou tranquilas para os freelancers, dependendo da área em que atuam e das atividades com que estão envolvidos. 

Em suma, a rotina de um profissional freelancer é determinada por suas prioridades e organizações pessoais. 

Quais são os requisitos para trabalhar como freelancer?

requisitos-para-trabalhar-como-freelancer

Mesmo que os profissionais freelancers não tenham vínculo empregatício formal, existem algumas competências e ferramentas que podem ajudar na rotina de trabalho. 

Nada do que mencionaremos a seguir é obrigatório para se tornar freelancer. Contudo, ter alguns desses requisitos pode facilitar muito a vida desses profissionais. Confira:

Responsabilidade e organização

Freelancers não tem chefe, ponto para bater e podem trabalhar com quantos clientes quiserem.

Essa autonomia é uma das maiores vantagens desse modelo de trabalho, mas exige também muito comprometimento.

Responsabilidade e organização são premissas básicas para os profissionais que desejam se aventurar no universo dos freelas. 

Afinal, é preciso entregar trabalhos de qualidade e nos prazos estabelecidos para manter boas relações com os clientes. 

Autoconhecimento

Pode parecer muito animador trabalhar com dez clientes no mês, mas também pode ser um desafio bem grande para quem está começando. 

Conhecer suas habilidades e limitações é essencial para ser um freela de sucesso.

Por mais que muito da experiência venha da prática, investir no autoconhecimento é um bom caminho para não cair em nenhuma cilada. 

Através do autoconhecimento, é possível determinar melhor suas capacidades e desejos para nunca entregar um trabalho abaixo das expectativas.

Ferramentas de trabalho

Quando trabalhamos no regime CLT, é comum que a empregadora ofereça computador, softwares e outras ferramentas essenciais para o exercício das funções. 

No trabalho freelancer, a situação é diferente. 

Antes de aceitar um freela, esses profissionais devem se certificar de que contam com todas as ferramentas necessárias para executar seu trabalho. 

Afinal, não é responsabilidade do cliente fornecer nenhum subsídio para o profissional freelancer, a não ser que tenha sido acordado entre as partes.

Vamos imaginar uma situação: você é um designer gráfico e precisa produzir peças digitais para a agência Marketing LTDA.  

Você provavelmente vai precisar de softwares específicos para produzir as peças, de acesso à internet e de um local adequado para trabalhar. Todas essas necessidades são de sua responsabilidade. 

Ou seja, além das habilidades e do seu comprometimento, os freelancers precisam garantir uma estrutura de trabalho adequada para executar suas funções. 

Networking

Outro fator essencial para os freelancers é o networking

Conseguir os primeiros clientes pode ser bem difícil sem ter contatos na sua área de atuação. 

Assim, é indispensável que esses profissionais contem com uma rede de contatos para trocar informações e experiências. Muitas oportunidades de trabalho podem surgir através de indicações. 

Investir em networking é muito importante para conseguir trabalhar e se destacar no mercado de trabalho freelancer. 

Marketing pessoal

Assim como networking, investir no marketing pessoal também é importante para captar clientes. 

Criar um site, um perfil profissional nas redes sociais ou um portfólio digital pode ser um bom começo. 

Não importa qual seja a plataforma, o essencial é encontrar meios de divulgar o seu trabalho. 

Contrato

Por mais que o trabalho freelancer não exija, ter um modelo de contrato para oferecer aos seus clientes pode facilitar muito seu trabalho. 

O contrato dá mais segurança tanto para o freelancer quanto para o cliente. 

O freelancer estabelece suas regras e compromete legalmente o empregador a cumprir suas determinações.

Questões como data de pagamento, formas de entrega do trabalho, multas por atraso podem estar nas cláusulas desse documento.

Infelizmente, é possível esbarrar com clientes desonestos em sua trajetória de trabalho. Ter um contrato torna esse tipo de situação menos estressante e onerosa. 

MEI

Você já sabe que profissionais freelancers não trabalham sob o regime da CLT. Logo, eles não têm acesso a nenhum direito ou benefício trabalhista. 

Seguro saúde, férias, 13º, vale transporte, ticket alimentação não fazem parte da rotina desses profissionais. 

Além de ter bom planejamento e controle financeiro, uma forma de garantir um certo suporte é se formalizar como MEI (Microempreendedor individual). 

Microempreendedor Individual (MEI) é a pessoa que trabalha por conta própria e que se legaliza como pequeno empresário.

Esses profissionais têm direito a benefícios previdenciários como aposentadoria por idade ou por invalidez, auxílio-doença, salário-maternidade e pensão por morte (para a família).

Além disso, atualmente, diversas empresas procuram por profissionais que emitam notas fiscais, o que apenas empreendedores formalizados conseguem fazer. 

Abrir um MEI não é obrigatório para os profissionais freelancers, mas pode trazer boas oportunidades e benefícios. 

ead pucgo

Qual o salário de um freelancer?

O salário do profissional freelancer depende de uma série de fatores, como área de atuação, carga horária e experiência do profissional. Dessa forma, é difícil mensurar os ganhos mensais dos profissionais autônomos.

De acordo com o site Vagas, quem trabalha como freelancer ganha em média um salário de R$ 1.749,00.

O porta Glassdoor traz uma estimativa semelhante. De acordo com o site, o salário médio de freelancer é de R$1.741 no Brasil.

Quais profissões tem trabalho freelancer?

profissioes-freelancer

Todas as profissões oferecem a possibilidade de trabalho freelancer. No entanto, existem algumas em que a prática é mais comum e há mais oportunidades de trabalho.

Abaixo, elencamos algumas das profissões com mais trabalhadores freelancers. Confira:

  • Social Media
  • Redator 
  • Jornalista
  • Arquitetos
  • Desenvolvedores
  • Contadores 
  • Tradutores
  • Editores de Vídeo
  • Programador
  • Fotógrafo
  • Designer Gráfico
  • Designer de Interiores

As áreas da comunicação e da tecnologia são as que oferecem as melhores oportunidades para quem busca trabalhar como freelancer. 

Onde encontrar freelas?

Um dos maiores desafios para quem quer começar no universo dos freelas é conseguir clientes.

A boa notícia é que existem diversos sites especializados que oferecem vagas e projetos para profissionais freelancers. 

Nessas plataformas, clientes se conectam a profissionais do país inteiro, e todo o processo acontece de forma virtual. 

Confira cinco dos principais sites de freelancers:

Nossa sugestão é visitar cada um deles para identificar oportunidades, se cadastrar e enviar candidaturas.

Conclusão

Neste artigo, falamos sobre o que faz um profissional freelancer, explicando sua rotina de trabalho e os requisitos para atuar na área. 

Assim como os profissionais que trabalham em empregos formais, os freelancers também devem se especializar e ter uma formação concisa para se destacar no mercado de trabalho. 

Aqui no EAD PUC Goiás, temos diversas opções de cursos de graduação a distância, que possibilitam aliar as demandas de trabalho e os estudos

Conheça nossas opções de bolsas e trace seu caminho para se tornar um profissional freelancer qualificado. 

New call-to-action

Inscreva-se no nosso Blog

New call-to-action

O que você achou dessa publicação?

Deixe o seu comentário abaixo.

BUY On HUBSPOT