O termo é um velho conhecido, mas você sabe, de fato, o que é empregabilidade?

Pode até ser que o significado esteja na ponta da língua. No entanto, o conceito é muito mais robusto do que parece. Quer ver só?

Você acredita que empregabilidade tem relação apenas com a possibilidade de estar empregado?

Se a sua resposta foi afirmativa, é importante você ler este texto.

Não é que a sua visão esteja errada. A verdade é que ela está presa a uma ideia modesta.

Existe uma teoria por trás da empregabilidade e bases que a sustentam.

Entender, seguir e praticar os pilares dela é fundamental para obter uma carreira bem-sucedida. 

Portanto, se você busca êxito em sua vida profissional, precisa ficar bem atento às próximas linhas deste conteúdo.

Qual é o conceito de empregabilidade?
Qual a importância da empregabilidade?
Quais são as bases para a empregabilidade? 
Exemplos aplicados da empregabilidade
Como se tornar atraente para o mercado de trabalho?
Como aumentar minhas chances de empregabilidade?
Cursos em alta no mercado de trabalho
Conclusão

New call-to-action

Qual é o conceito de empregabilidade?

A empregabilidade está relacionada à capacidade de conseguir um emprego e de se manter empregado. 

Ou seja, diz respeito ao conjunto de técnicas aplicadas para conquistar uma oportunidade de trabalho e à aptidão para proteger a carreira dos riscos do mercado.

O conceito foi criado pelo educador, escritor e empresário brasileiro José Augusto Minarelli no final da década de 90.

Qual a importância da empregabilidade?

Apenas pela explicação do conceito, é possível perceber que a empregabilidade se trata de um diferencial competitivo, não é verdade?

Afinal, o mercado de trabalho mudou bastante nos últimos anos.

Se antigamente era comum e bem-visto um funcionário permanecer por vários anos em uma mesma empresa, hoje, o espírito empreendedor é que conta pontos a favor.

Por isso, o profissional que tem autonomia sobre a sua carreira, evidentemente, tem índices mais altos de empregabilidade.

Ou seja, além de conseguir se manter empregado, é capaz até de conquistar melhores oportunidades de trabalho e de remuneração.

Quais são as bases para a empregabilidade? 

Diante da importância da empregabilidade, o trabalhador deve ter consciência da sua responsabilidade sobre ela.

Sendo assim, cabe ao profissional lutar pela sua empregabilidade, investindo em profissionalismo e desenvolvimento pessoal.

José Augusto Minarelli, formador do conceito, estruturou os pilares da empregabilidade, que são atitudes e características que o profissional deve ter para garantir a segurança.

Confira a seguir:

Adequação vocacional

A adequação vocacional é a tendência natural do indivíduo para uma profissão. É preciso considerar essas aptidões e predileções na hora de escolher uma carreira.

Trabalhar com paixão pode influenciar significativamente no sucesso profissional.

Competência profissional

Todo profissional precisa se aperfeiçoar e se manter sempre atualizado na área em que atua.

Isso diz respeito não só às competências técnicas, mas também às comportamentais, que são essenciais em qualquer profissão.

É preciso investir nos estudos, em cursos e em todo tipo de preparo que possa agregar conhecimentos e habilidades.

Idoneidade

A idoneidade é a qualidade de quem é honesto e serve aos seus propósitos.

Ou seja, ser idôneo é agir de acordo com os seus princípios e valores, ter ética, respeitar as leis e cumprir com o que foi acordado.

Isso quer dizer que o profissional precisa ser íntegro, correto e confiável.

Saúde física e mental

A produtividade só é possível quando corpo e mente estão em perfeitas condições. Por isso, o profissional deve ter cuidado com a sua saúde.

Vale dizer ainda que, para isso, é preciso encontrar o equilíbrio entre vida profissional e pessoal.

Reserva financeira

É importante ter uma poupança para enfrentar instabilidades econômicas.

Essa reserva ajuda a controlar os ânimos e evitar que a situação negativa atrapalhe a eficiência. 

Relacionamentos

Os relacionamentos são essenciais para qualquer ser humano, e quando eles são genuínos, os benefícios são enormes.

Na vida profissional, essas relações têm uma importância significativa. Afinal, elas resultam em colaboração no dia a dia e em oportunidades de trabalho.

Exemplos aplicados da empregabilidade

A aplicação da empregabilidade está relacionada ao desenvolvimento de habilidades profissionais.

Soft Skills

As soft skills, que são as competências sociais, emocionais e mentais, estão entre as principais habilidades que o profissional pode desenvolver para praticar a empregabilidade.

Confira:

Relacionamento interpessoal

Trata-se de estreitar os laços com colegas e líderes no ambiente de trabalho.

O relacionamento interpessoal é fundamental para criar um clima positivo, colaborativo e produtivo.

Trabalho em equipe

Dificilmente, resultados são alcançados individualmente. Eles costumam ser fruto de pessoas trabalhando em conjunto.

É preciso saber respeitar e ouvir o outro para chegar a um denominador comum.

Equilíbrio

O equilíbrio pode ser entendido, aqui, como a busca pela saúde física e mental e pela harmonia entre a razão e emoção.

Marketing pessoal

Assim como as empresas, os indivíduos também possuem uma marca, que é o próprio nome.

E é preciso fazer o marketing dele, para evidenciar suas qualidades e mostrar seus diferenciais.

Aprimoramento

A busca contínua por aprendizado e desenvolvimento é, certamente, uma atitude imprescindível para a empregabilidade

Como se tornar atraente para o mercado de trabalho?

Agora que você já sabe o que é empregabilidade e conhece os pilares para desenvolvê-la e sustentá-la, que tal ver algumas dicas de como se destacar no mercado?

Confira:

Planeje seus próximos passos no mercado de trabalho

Um profissional bem-sucedido nunca é pacífico.

Além de ficar antenado no mercado de trabalho, sempre de olho nas tendências, ele também mantém a visão no futuro.

Por isso, tenha planos para a sua carreira e trace metas para o curto, médio e longo prazos.

Aprimore seu currículo

O seu currículo é o documento que apresenta o seu perfil profissional. É ele quem vai abrir as portas para as demais fases do processo seletivo.

Por essa razão, você precisa mantê-lo sempre atualizado. Além do mais, é importante que ele seja bem elaborado. 

Prepare-se para uma entrevista de emprego

Se o seu currículo for atrativo como deve, é provável que você consiga algumas entrevistas de emprego.

Quando você for chamado, é imprescindível estar preparado. Reflita sobre a sua carreira e ensaie algumas perguntas e respostas.

Não se esqueça ainda de estudar a empresa e o cargo para o qual você está concorrendo.

Esteja ciente de suas chances de conseguir uma vaga, receber uma promoção ou ser desligado do seu emprego atual

Você, como profissional, precisa manter os pés no chão. É importante ter ciência de todos os cenários existentes e ficar atento aos sinais.

Analisar as situações e entender aonde você se encaixa pode ajudar a lidar melhor com os acontecimentos e, claro, a planejar o futuro.

Conheça o que o mercado busca dos profissionais

Não adianta remar contra a maré só porque você não acredita em algo.

Se o mercado todo aposta em uma habilidade ou técnica, por exemplo, você deve acompanhar a tendência.

Caso contrário, as portas vão se fechar e você ficará a ver navios. 

Como aumentar minhas chances de empregabilidade?

Depois de todas essas dicas e passos, vale destacar duas atitudes principais para você aumentar as suas chances de empregabilidade.

Foque nisso:

Aprimore suas Soft Skills

Nem só de competências técnicas vive o mercado de trabalho. O perfil comportamental também é muito valorizado pelas empresas.

Por isso, você deve desenvolver as soft skills.

De acordo com um estudo da Robert Half, líder mundial em recrutamento, as cinco habilidades mais requisitadas atualmente são: comunicação, trabalho em equipe, resiliência, comprometimento e intraempreendedorismo.

Além delas, vale pesquisar quais são as características mais importantes no seu mercado e começar a aprimorá-las.

Faça um curso ou especialização

A formação acadêmica é essencial para a empregabilidade.

Uma pesquisa do Banco Mundial revelou que as pessoas com curso superior têm 20% mais chances de conseguir um emprego.

Além de aumentar as oportunidades, o ensino superior também eleva a remuneração.

Segundo dados da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE), ter uma graduação faz dobrar o salário. 

Não é preciso dizer mais nada, não é verdade? Invista em educação continuada!

Cursos em alta no mercado de trabalho

Precisando de sugestões de cursos que estão em alta? Confira só essa lista:

Conclusão

E, então, após ler este conteúdo, ficou claro o que é empregabilidade e os pilares dela?

Como dissemos no começo do texto, o conceito é mais profundo e tem relação com a aplicação de técnicas que fazem a diferença na vida do profissional.

É preciso ser dono da sua própria carreira e assumir uma postura ativa.

Portanto, coloque em prática todas as dicas e passos para aumentar as suas chances de empregabilidade.

Esperamos que elas possam ajudar você.

A PUC Goiás também pode contribuir com a sua vida profissional por meio de uma formação acadêmica qualificada.

Afinal, são 60 anos de experiência formando profissionais preparados para o mercado de trabalho.

A PUC Goiás é a universidade número 1 do Centro-Oeste. Acesse o site e confira todos os cursos a distância disponíveis.

São várias opções de graduação EAD. Com certeza, uma delas combina com você. O que achou do texto? Compartilhe a sua opinião no campo abaixo.


📖 Você pode se interessar também:

Use sua nota do ENEM para ganhar uma bolsa de estudos!

Inscreva-se no nosso Blog

Comece sua graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se grátis.

O que você achou dessa publicação?

Deixe o seu comentário abaixo.

BUY On HUBSPOT