Você sempre ouve falar sobre feedback, mas não sabe exatamente do que se trata?

Ou, então, alguém marcou uma conversa de feedback com você e bateu aquela dúvida de como se comportar?

Ou ainda: é um líder e precisa de dicas para fazer um feedback com seus liderados?

Bem, seja qual for o seu objetivo com este artigo, as respostas estão aqui. Neste texto, trouxemos tudo o que é preciso saber sobre feedback.

Animado? É só continuar a leitura!

O que é feedback?
Para que serve o feedback?
Qual a importância do feedback para o sucesso?
Como usar o feedback nas empresas?
Tipos de feedback que todo profissional precisa aprender a lidar
Qual a postura adequada para lidar com os diferentes tipos de feedback?
Dicas de como dar um feedback eficaz
Conclusão

New call-to-action

O que é feedback?

Se pararmos para analisar a palavra feedback e traduzi-la, já que é originária da língua inglesa, vemos o seguinte:

Feed = alimentar

Back = de volta

De um modo literal, então, a palavra feedback representaria o ato de realimentar. Mas isso não diz muito, concorda?

É porque você ainda não conhece a história por trás do conceito.

O termo foi utilizado pela primeira vez durante a Revolução Industrial para definir como alguns processos retornavam ao ponto inicial no sistema mecânico.

Dessa forma, a palavra faz sentido, certo?

Anos mais tarde, foi atribuída a ela uma outra definição, que é como a conhecemos hoje.

Nos dias atuais, feedback é o retorno sobre os resultados de uma conduta. Ainda parece um pouco abstrato?

Tenha calma que já vamos explicar com mais detalhes e ficará fácil de entender.

Para que serve o feedback?

O feedback serve como uma avaliação, que pode ser de um único indivíduo, de um grupo de pessoas ou de uma empresa, por exemplo.

Ele é muito utilizado no ambiente de trabalho, justamente por permitir uma análise de como estão sendo realizadas as atividades.

É comum um gestor dar feedback para o funcionário sobre o que tem achado do trabalho dele.

Da mesma forma, o funcionário pode compartilhar a sua perspectiva sobre o gestor.

Um bom feedback é uma troca respeitosa e produtiva.

Qual a importância do feedback para o sucesso?

Até aqui, você já deve ter entendido o que é feedback e para que ele serve. Mas, afinal, qual a importância disso?

O feedback ajuda as pessoas a identificarem se estão no caminho certo.

Quando um funcionário recebe um feedback sobre seu trabalho, ele pode ter consciência de onde está acertando e do que é preciso melhorar.

Assim também acontece com as empresas que recebem feedback, seja ele dos empregados, parceiros, clientes ou outros públicos de relacionamento.

Qual a importância do feedback para empresas e pessoas?

E sabe no que tudo isso reflete?

Pessoas mais motivadas, equipes produtivas, aproximação e colaboração entre todos, melhora do clima organizacional e aumento da qualidade dos produtos e serviços.

Você sabia, aliás, que trabalhadores contentes são 31% mais produtivos?

Um estudo realizado pela Universidade da Califórnia constatou que a felicidade no trabalho está relacionada ao desempenho.

Portanto, se o feedback contribui para que o trabalhador sinta-se mais engajado, certamente, os resultados serão notados.

Como usar o feedback nas empresas?

Com todos esses benefícios do feedback no ambiente organizacional, não tem como deixar de praticá-lo, não é mesmo?

Talvez, você já esteja fazendo isso na sua empresa, mas do jeito errado, e por essa razão não tem surtido o efeito esperado.

Então, é preciso rever como o processo está sendo conduzido.

Há líderes, por exemplo, que fazem o feedback apenas para cumprir a exigência do departamento de Recursos Humanos.

A regra principal do feedback é ser ouvido e ouvir também. Isto é, todos têm o direito de falar e compartilhar suas impressões.

Se você só tem dado feedback e não tem recebido, este pode ser o grande problema 

É importante também praticar o feedback com frequência.

Vale criar uma agenda para as conversas, mas também é indispensável que o diálogo seja feito no dia a dia, sempre que preciso.

feedback o que é, como dar, importância, dicas e exemplos

Tipos de feedback que todo profissional precisa aprender a lidar

Há quem não goste de receber feedback porque tem a visão equivocada de que ele sempre vem acompanhado de críticas.

E não é bem assim. O feedback tem vários tipos e todos eles podem ser colocados em prática. Veja só:

1. Feedback positivo

Muitos gestores e empresas, por exemplo, se esquecem deste tipo de feedback, e só dialogam com os funcionários para repreender uma atitude - o que é um erro.

O feedback positivo tem importância fundamental na produtividade de indivíduos e equipes.

Quando a pessoa é reconhecida pelo seu trabalho, ela fica mais motivada a buscar melhores resultados.

2. Feedback negativo

O feedback negativo é uma avaliação não favorável, mas, ainda assim, precisa ser feita. 

Deixar de praticá-la para evitar o confronto não é um comportamento apropriado. O que vale mesmo é saber quando e como dar o feedback negativo.

É importante fazê-lo em casos de má conduta ou baixo desempenho. De todo modo, a conversa precisa ser cordial. 

O momento já é difícil e, se não for conduzido adequadamente, pode agravar a situação.

3. Feedback construtivo

Quando há o que elogiar, mas também vulnerabilidades para serem corrigidas, o feedback construtivo é uma excelente alternativa.

Isso porque o papel dele é aprimorar o trabalho e fazer com que o funcionário consiga melhorar cada vez mais.

4. Feedback pessoal

Por fim, o feedback pessoal, que pode ser positivo, negativo ou construtivo. A diferença é que ele é feito individualmente e, de preferência, na hora exata.

Ou seja, no momento em que algo acontece e se faz necessária uma avaliação.

Para isso, vale ressaltar que é importante tomar cuidado para não expor o funcionário na frente dos colegas.

Se tiver mais gente presente, procure uma sala ou um espaço tranquilo para a conversa.

Qual a postura adequada para lidar com os diferentes tipos de feedback?

Quem recebe o feedback também precisa aprender a lidar com ele. Ficar nervoso e chutar o balde por receber uma crítica é uma atitude lamentável.

Afinal, o retorno sobre o desempenho deve servir como um direcionamento. 

É, na verdade, uma oportunidade de se desenvolver e se tornar um profissional melhor.

A primeira dica, portanto, é encarar o feedback dessa forma.

Você também pode aproveitar o momento para esclarecer as suas dúvidas e alinhar aspectos que possam estar atrapalhando a sua performance.

Ou seja, é uma chance de troca bastante valiosa.

Por isso, ouça atentamente o que o outro tem a dizer, aprenda a aceitar a avaliação e transforme isso em engajamento. 

O que não fazer na hora de dar um feedback?

No próximo tópico, você vai ver como praticar um feedback eficaz, mas antes disso, vale entender o que não deve ser feito.

Dar ênfase à culpa e esquecer-se de falar dos pontos positivos de quem recebe o feedback é um dos erros mais graves.

Isso tende a aumentar a insegurança e minar a motivação do indivíduo.

Também não use meias palavras. Deixar o outro sem entender exatamente onde errou e o que é esperado dele não é legal.

Além disso, como já mencionamos anteriormente, não dê feedbacks corretivos em público.

>>> Ética profissional: importância, exemplos e como desenvolver

Dicas de como dar um feedback eficaz

Falamos algumas vezes sobre a importância de saber praticar o feedback.

Pois, bem. Quem o executa deve ter como objetivo a resolução dos problemas, o aprimoramento de habilidades e do trabalho em si e o foco no aprendizado.

Para isso, é preciso se expressar com clareza e garantir que o interlocutor compreendeu a mensagem.

Além do mais, é imprescindível fazer o outro se sentir motivado e inspirado a buscar as melhorias.

Como pedir e receber feedbacks?

A essa altura, você já tem consciência de que o feedback é uma ferramenta muito eficaz, sobretudo, para a sua evolução como profissional, certo?

Então, saiba que não é preciso esperar que o seu superior ou um colega de trabalho, por exemplo, marquem a conversa.

Você mesmo pode tomar a iniciativa e pedir a eles um retorno.

Neste caso, atente-se para as seguintes orientações:

Escolha o momento certo

Certifique-se de que o seu gestor ou colega não estejam em um momento turbulento.

Além disso, não cobre a conversa imediatamente. Deixe que o outro encaixe o bate-papo na agenda.

O que você pode fazer para contribuir é sugerir algumas datas e horários.

Seja franco quanto às suas intenções

Como é você quem está solicitando o feedback, o ideal é deixar claro o porquê disso.

É para saber se está no caminho certo? Ou, então, para pedir ajuda quanto à uma vulnerabilidade?

Seja qual for a questão, fale abertamente.

Esteja preparado para ouvir e tenha maturidade

Quando alguém pede a nossa opinião sobre algo, costumamos ser mais verdadeiros, certo?

Afinal, o outro quer ouvir o que temos mesmo a dizer. Isso também acontece ao solicitar um feedback.

É provável que o gestor ou o colega estejam mais confortáveis e sintam-se mais confiantes em expressar o que pensam.

Não deixe, portanto, que isso o abale. Mantenha o foco no seu propósito.

Anote o que foi conversado e transforme o feedback em plano de ação

Você não pediu o feedback apenas para ouvir o que outro pensa sobre você e o seu trabalho, certo?

Bem, pelo menos não deveria ser assim.

Por isso, preste bastante atenção em tudo o que foi dito, anote os pontos levantados durante a conversa e crie estratégias a partir deles.

Pegue tudo o que foi evidenciado como melhoria e ponha em prática as ações necessárias.

Conclusão

Agora que o artigo chegou ao fim: o que acha de testar seu aprendizado na prática? Sabe como? Você pode dar o seu feedback sobre o que acabou de ler.

Não é uma conversa cara a cara, mas é uma forma super válida de dar um retorno.

Com isso, podemos saber se o nosso artigo atendeu às suas expectativas e descobrir onde podemos melhorar.

Aproveite o espaço abaixo e compartilhe conosco a sua opinião! E, depois, continue navegando em nosso blog para conferir outros conteúdos.

Comece sua graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se grátis.

Inscreva-se no nosso Blog

Comece sua graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se grátis.

O que você achou dessa publicação?

Deixe o seu comentário abaixo.

BUY On HUBSPOT