Tag: Cursos

Já pensou em estudar algo analítico e inovador, com um campo de atuação amplo e que oferece ótimos salários? Então, conheça o curso de engenharia de produção. 

A engenharia de produção tem como principal função aprimorar os processos dentro de diferentes setores e tipos de negócio.

Ela busca a otimização constante desses processos e a garantia de que os sistemas de produção estarão rodando com o melhor custo/benefício.

Comece sua graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se grátis.

E apesar de estar bastante ligada ao chão de fábrica, a engenharia de produção vai além disso.

Quem se forma nesse curso atua em diversos segmentos, desde a indústria até o varejo, tem papel essencial na redução de desperdícios e está bastante ligado à tecnologia. 

Neste texto, nós vamos falar sobre o que é a engenharia de produção, quanto ganha um engenheiro de produção, qual é o perfil desse profissional, como é o curso de engenharia de produção e o que faz um profissional formado em engenharia de produção. 

Aqui, você vai conferir: 

O que é engenharia de produção 
O mercado de trabalho do engenheiro de produção 
O que se estuda no curso de engenharia de produção 
Conclusão 

O que é engenharia de produção? 

Dentre as engenharias, a de produção é a mais recente. 

Podemos marcar seu nascimento no final do século XIX, quando Henry Ford e Frederick Taylor começaram a teorizar em cima dos sistemas de produção das fábricas. 

Em 1911, Taylor escreveu um livro que se tornou um marco tanto para o estudo da administração quanto para a engenharia de produção. 

O livro intitulado “Princípios da Administração Científica” se baseava em aplicar o método científico da produção das fábricas na administração de empresas e, por isso, também conseguiu organizar os conhecimentos práticos da produção em processos formais. 

O que conhecemos da engenharia de produção a partir dessa organização é que ela é responsável, entre outras coisas, pelo planejamento de diferentes sistemas de produção, pelo aumento da eficiência e pela redução de desperdícios. 

Ainda é uma engenharia voltada para projetos.

Porém, em vez de focar em projetar carros, construções ou instalações elétricas, o foco está em projetar sistemas lógicos e produtivos. 

Qual a função de um engenheiro de produção? 

Se a engenharia de produção gira em torno da otimização de processos e planejamento, a função do engenheiro de produção é executar essa otimização e garantir que a produção esteja funcionando com o melhor custo/benefício. 

Esse profissional é responsável também pela redução de gastos, organização estrutural, monitoramento do fluxo de trabalho, técnicas de estocagem, transporte, entre outros. 

O engenheiro de produção sempre esteve ligado à inovação tecnológica pela natureza de sua área, porém a Indústria 4.0 aproximou ainda mais o engenheiro de produção da tecnologia. 

Por isso, não raro, quem se forma em um curso de engenharia de produção também se vê envolvido com projetos de automação industrial.

Curso de engenharia de produção - homem e mulher trabalhando na indústria

Principais softwares de engenharia de produção 

Assim como diversas outras áreas do conhecimento, a maior tendência para a engenharia de produção é trabalhar cada vez mais com tecnologia.

Já existem, inclusive, alguns softwares que são utilizados no dia a dia da profissão para ajudar na concepção e desenvolvimento de projetos. 

Estes são alguns deles: 

  • Minitab: programa focado na análise de estatística mais complexa. Ele tem uma interface simples, mas possui diversos recursos, como controle de qualidade, planejamento de experimentos, estatística em geral e análise de confiabilidade. 
  • Lingo: software de modelagem que resolve problemas lineares e não lineares. Ele é usado para potencializar a análise de soluções e técnicas de otimização. 
  • Arena: um ambiente para modelagem de processos, animação e análise estatística e de resultados. Também pode ser usado como simulador para área de manufatura. 
  • SolidWorks: programa utilizado para projetar produtos, no qual você pode simular resistência, durabilidade e outras características. 
  • Excel: e, claro, essa ferramenta que possibilita a criação de tabelas e planilhas automatizadas. É um destaque se você quer trabalhar com Gestão de qualidade, pesquisa operacional e Planejamento, programação e controle de produção. 

O mercado de trabalho do engenheiro de produção 

No início, o engenheiro de produção tinha espaço especialmente nas indústrias. Porém, hoje em dia, outros setores também sentiram a necessidade de ter um em sua equipe. 

Por isso, quem se forma no curso de engenharia de produção pode atuar em diversas áreas, acompanhando a evolução tecnológica do mercado. 

Áreas de atuação do engenheiro de produção 

As áreas onde o profissional formado em engenharia de produção pode trabalhar são muitas. 

Isso porque o engenheiro de produção planeja o fluxo de trabalho, controla o ritmo da produção e avalia a qualidade do produto.

Isso está ligado à produtividade e rendimento e pode ser realizado em diversos tipos de empresas e em diversos setores. 

Você pode ser um engenheiro de produção trabalhando em: 

  • Indústrias: o local mais comum por conta da história da produção; 
  • Comércio: em grandes varejistas, por exemplo; 
  • Serviços: transporte de cargas, ensino à distância, companhias aéreas, empresas de software, etc.; 
  • Turismo: em cruzeiros, redes hoteleiras, entre outros; 
  • Órgãos públicos; 
  • Empresas de telecomunicações e distribuição de energia; 
  • Mercado financeiro; 

Aliás, devido à Indústria 4.0 e a proximidade da função com a tecnologia, existem algumas áreas dentro da engenharia de produção que são boas apostas para o mercado de trabalho do futuro.

São elas: a Internet das Coisas, Automação Industrial e Manufatura aditiva. 

Essas são áreas que estão crescendo bastante e prometem ser uma boa aposta para especialização.

curso de engenharia de produção - O mercado de trabalho do engenheiro de produção

Qual o salário de um engenheiro de produção  

A engenharia de produção é uma área que pode atuar em diversas frentes e setores e que tem influência direta no resultado financeiro de uma empresa.

Por isso, a remuneração de um engenheiro de produção é uma das maiores do mercado. 

O piso salarial da categoria é de 8,5 salários mínimos por 8 horas diárias. Isso equivaleria a cerca de R$ 10.000,00 em 2021.

Porém, a média salarial para engenheiro de produção no Brasil é de R$ 7.516,00, sendo que o salário inicial é cerca de R$ 5.072,00. 

O que se estuda no curso de engenharia de produção 

Para preparar os estudantes para um mercado de trabalho cheio de oportunidades e desafios tecnológicos, o curso de engenharia de produção investe em conhecimentos de gestão, especialmente gestão de projetos, de pessoas e financeira. 

Nos primeiros semestres da faculdade, o estudante costuma ter contato com disciplinas em comum com outras engenharias.

Porém, após ter sua base de conhecimento formada, disciplinas mais específicas da produção vão se fazendo notar. 

De maneira geral, ao cursar engenharia de produção, o estudante aprenderá sobre finanças, estratégia, qualidade, inovação, produção, pessoas, logística e tecnologias da Indústria 4.0. 

Perfil do estudante de Engenharia de Produção  

Esta é uma engenharia perfeita para quem gosta de administração, gestão de pessoas e economia.

Porém, o estudante do curso de engenharia de produção também precisa ter afinidade com exatas, especialmente física, matemática e química. 

O estudante de engenharia de produção é versátil e criativo. Isso porque é esperado que ele saiba se relacionar com as pessoas, tenha mente aberta para aprender novas tecnologias, lidere colaboradores e seja proativo para encontrar soluções. 

Também é interessante que esse estudante saiba inglês e, se possível, uma terceira língua.

Isso porque existem muitas empresas multinacionais contratando engenheiros de produção e elas também contam com colaboradores estrangeiros.

curso de engenharia de produção - O que se estuda no curso de engenharia de produção

Duração do curso de Engenharia de Produção 

O curso de engenharia de produção dura cerca de 5 anos, ou seja, 10 semestres.

É uma graduação de nível superior que dá o título de bacharel ao formado. Este é um curso que existe em modalidade presencial, EAD e semipresencial no Brasil. 

Grade curricular do curso de engenharia de produção 

Como dissemos acima, a grade curricular da engenharia de produção costuma conter em sua primeira metade disciplinas em comum com outras engenharias.

Nessa primeira metade costuma-se estudar cálculo, física, administração, economia, entre outras. 

Já na segunda metade, quando já se tem a base em comum, começam as disciplinas específicas, como controle e automação, simulação de processos e sistemas de manufatura. 

Conclusão 

Agora que você já sabe o que é engenharia de produção, já conhece o mercado de trabalho e o que se estuda na graduação, convidamos você a conhecer o curso de graduação semipresencial em engenharia de produção da PUC Goiás. 

Na modalidade semipresencial, o aluno estudará a teoria em casa e poderá fazer as atividades práticas em um dos Câmpus da PUC Goiás. 

Se você quiser saber mais sobre o curso de engenharia de produção semipresencial, clique aqui.

Leia também

Vai mudar de faculdade? Veja como fazer a transferência do FIES

Faculdade semipresencial vale a pena?

New call-to-action

Inscreva-se no nosso Blog

Comece sua graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se grátis.

O que você achou dessa publicação?

Deixe o seu comentário abaixo.

BUY On HUBSPOT